Novembro Azul | Você conhece a história?

08/11/2017 15:32

Movimento popular é conhecido internacionalmente e cada ano cresce o número de pessoas e de ações

Chamado de Novembro Azul ou Movember, o movimento tem aumento na adesão da população, empresas e entidades a cada ano, e procura chamar a atenção para a realidade atual do câncer de próstata e a importância da saúde masculina e o diagnóstico precoce.

O seu nome remete à cor do laço azul que simboliza, mundialmente, a luta contra a doença. Outro símbolo importante é o mustache (bigode) que deu origem ao movember na Austrália e depois se espalhou pelo mundo.

No Brasil, o câncer de próstata é o segundo mais comum entre os homens (atrás apenas do câncer de pele não-melanoma). Em 2016, cerca de 61 mil brasileiros receberam diagnóstico da doença.

O diagnóstico precoce da doença é o primeiro e mais importante passo para a cura.

 

História

Tudo começou na Austrália...

No exterior a campanha é chamada de Movember (Moustache + November, ou seja,  em inglês Bigode e Novembro). Começou em um Pub, na Austrália, em 1999. Um grupo de amigos teve a ideia de deixar o bigode crescer durante todo o mês como apoio à conscientização da saúde masculina e arrecadação de fundos para doação às instituições de caridade. O mês de novembro foi o escolhido justamente por comemorar no dia 17 o Dia Mundial de Combate ao Câncer de Próstata.

Dois amigos, Travis e Lucas, que deram origem ao Movimento Internacional Movember

A campanha foi um sucesso, alguns anos depois o país todo estava participando e foi criada o Movember Foundation Charity em 2004. A ideia então era que os homens deixassem o bigode crescer durante todo o mês de novembro (as mulheres davam seu apoio usando a cor azul ou bigodes falsos) para espalhar a conscientização da importância do cuidado a saúde masculina, com foco principal no câncer de próstata e depressão. Além disso, diversos eventos de arrecadação de fundos foram criados.

Um dos Símbolos da Campanha "No Shave November" (Novembro sem se barbear)

Hoje a campanha já é mundial, inclusive o bigode se tornou pouco para os participantes. Atualmente é comum o movimento levar o nome de “No Shave November” que seria, em tradução livre, Novembro sem se barbear. Durante esse período os envolvidos cultivam não mais só o bigode, mas também a barba. Alguns países continuam com o nome original (Movember ou No Shave November) e alguns – como o Brasil – utilizam o nome Novembro Azul, já que além do bigode a cor azul é símbolo da Campanha. A ideia é o máximo de pessoas usarem a cor azul, o bigode e a barba para deixar os “desentendidos” curiosos do motivo e então a partir dessa curiosidade espalhar a conscientização sobre a prevenção ao câncer de próstata através dos exames regulares e a atenção à saúde masculina.

Criatividade

Quanto mais crescem as adesões, mais ações são pensadas.

 

 

Câncer de Próstata

O que é? - A próstata é uma glândula masculina na parte abaixo do abdômen. Tem a forma de maçã e fica logo abaixo da bexiga e à frente do reto. O órgão envolve a porção inicial da uretra, tubo pelo qual a urina é eliminada da bexiga.

Incidência - O câncer de próstata é o segundo mais incidente entre os homens, atrás apenas do câncer de pele não melanoma. Em valores absolutos, é o sexto tipo mais comum no mundo e o mais prevalente na população masculina. Para 2016, são esperados 61.200 novos casos da doença no país. O risco estimado é de cerca de 61 casos para cada 100 mil homens.

Sintomas - A doença pode não apresentar (ou apresentar poucos) sintomas em sua fase inicial. Em alguns casos, os sinais são parecidos com os do crescimento benigno da próstata (dificuldade de urinar, necessidade de urinar mais vezes durante o dia ou à noite). Na fase mais avançada, o paciente pode ter dores nos ossos, sintomas urinários ou, nos casos mais graves, infecção generalizada ou insuficiência renal.

Fatores de Risco e Prevenção - A idade é um fator de risco significativo para o câncer de próstata, já que a incidência e a mortalidade aumentam após os 50 anos. Quando há caso da doença em pai ou irmão antes dos 60 anos, o risco de desenvolvê-la também é de 3 a 10 vezes em comparação com a população em geral.

Está comprovado também que uma dieta rica em frutas, verduras, legumes, grãos e cereais integrais, com menos gordura, reduz o risco de câncer e de outras doenças não-transmissíveis. Recomenda-se também realizar pelo menos 30 minutos de atividade física por dia, manter o peso adequado à altura, diminuir o consumo de álcool e não fumar.

As formas mais recomendadas de prevenção são o exame de PSA – realizado com uma amostra de sangue – e o exame de toque – realizado por um médico urologista.

Diagnóstico - Homens a partir dos 50 anos devem procurar um médico para exames de rotina. Quem tem histórico familiar da doença deve informar.

O toque retal é o teste mais utilizado, apesar de somente a porção posterior e lateral da próstata poder ser apalpada. É recomendável fazer a análise do nível de PSA, a partir de um exame de sangue, que pode identificar aumento de proteína produzida pela próstata, o que seria indício da doença. Para o diagnóstico preciso, é necessário analisar parte do tecido da glândula com biópsia.

Tratamento - O médico pode indicar radioterapia, cirurgia ou até tratamento hormonal. Para doença com metástase, o tratamento escolhido é a terapia hormonal. A escolha do tratamento mais adequado deve ser definida após médico e paciente discutirem os riscos e benefícios de cada um.

Importante - As informações apresentadas não substituem a orientação e avaliação personalizada do profissional de saúde de sua confiança.

 

 

Fonte:

Grupo Comporte / Direção Social

Você precisa estar logado para comentar e interagir!
Login ou Cadastre-se